Destaques

Nota de repúdio à criminalização dos movimentos sociais, advogados e organizações de Direitos Humanos

O Grupo Tortura Nunca Mais do Rio de Janeiro, Justiça Global, Rede de Comunidades e Movimentos contra a Violência, CEBRASPO, Instituto de Defensores de Direitos Humanos (DDH) e o Sindicato dos Jornalistas do Rio de Janeiro vêm a público repudiar as ações do Estado que, por meio de prisões intimidatórias, pelo cerceamento da liberdade de expressão e de livre manifestação pretendem intimidar e criminalizar movimentos sociais, organizações políticas, advogados e instituições de direitos humanos.

Familiares de presos políticos e organizações de Direitos Humanos falam sobre as detenções ilegais durante a Copa, nesta sexta (25)

As violações de direitos cometidas pelo Estado no contexto da criminalização e perseguição dos manifestantes será tema da coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira, dia 25, às 11h, no Centro do Rio.

Ajude Isabel, prostituta ativista ameaçada por denunciar crimes da polícia do Rio

A campanha é destinada a arrecadar fundos de emergência para Isabel, uma prostituta brasileira que está escondida desde que se manifestou contra as graves violações de direitos cometidas pela polícia do Rio de Janeiro em uma das ações policiais mais violentas contra a prostituição em décadas.

Site desenvolvido pela Ethymos com o software livre WordPress